Blog Home Baby Assessoria

Confira matérias e dicas no nosso blog :)
Categorias
Sem categoria

Doula: Por que ter uma no seu parto?

A presença de alguém com experiência para amparar, apoiar e assistir uma mulher durante o trabalho de parto, acontece há milhares de anos. Antigamente, essa presença era da mãe, amiga, prima, vizinha ou irmã da mulher que estava vivenciando o parto. Hoje, ela é chamada de doula.

O termo doula tem origem grega e significa “mulher que serve”. Essa mulher fornece apoio afetivo, emocional, físico para as mulheres antes, durante e após o trabalho de parto. Ela cuida para que agentes externos não perturbem a mulher durante o trabalho de parto.

Em geral, o parto é feito num hospital, onde a mulher é assistida por uma série de pessoas como: enfermeira, médico obstetra, pediatra, enfermeira, auxiliar de enfermagem, entre outros. Cada um tem sua responsabilidade, mas nenhum deles, podem estar exclusivamente à disposição da mãe e garantir seu bem-estar físico e emocional.

Mais do que uma profissão

O trabalho da doula é muito mais do que uma profissão. É uma vocação. Ela é uma pessoa apaixonada pelo nascimento de um ser humano, a força que a mulher precisa ter para dar à luz ao seu filho.

Ela deve tranquilizar a futura mamãe, com palavras carinhosas. Além disso, a doula dá apoio ao pai do bebê e o envolve em todo processo da gravidez e do parto.

Algumas pesquisas internacionais revelam que a presença da Doula na assistência dos partos tende a diminuir as taxas em:

1.    40% no uso da oxitocina;

2.    50% nas taxas de cesárea;

3.    40% no uso de fórceps;

4.    60% nos pedidos de anestesia;

5.    20% na duração do trabalho de parte.

 

A importância da doula na gestação

Desde a popularização do parto humanizado, a função da doula ganhou destaque. Ela dá suporte emocional, físico e mental para gestante durante todo o processo da gravidez.

A presença da doula para ajudar antes, durante e depois do parto é recomendado pela OMS – Organização Mundial da Saúde, desde 1986. No Brasil, a profissão está cadastrada e catalogada no CBO – Código Brasileiro de Ocupações, sob o número 3221-35.

Em diversos estados brasileiros, a profissão já é reconhecida e é lei que as gestantes têm o direito de ter uma doula durante o seu trabalho, em qualquer que seja o hospital, seja ele privado ou público.

Além de ajudar a gestante a se preparar emocional e fisicamente para o parto. Durante o parto, ela serve de interface entre a equipe médica e o casal. Ela também fornece apoio emocional, físico e afetivo à gestante, auxiliando-a com técnicas não farmacológicas para aliviar a dor.

As técnicas mais utilizadas pela doula são: toque tranquilizante, hidroterapia, respiração, massagem, relaxamento, sons, visualizações, posturas alternadas, entre outras.

No pós-parto, a presença da doula também é fundamental. Ela ajuda a recém mamãe com os primeiros cuidados do bebê, amamentação, entre outros. Também fornece suporte para toda família.

É importante lembrar que doula não é parteira. O seu principal objetivo é ajudar a gestante a ter a melhor experiência no parto e reduzir o risco de depressão pós-parto.

Está chegando a hora do seu parto? Que tal ter uma Doula do seu lado nesse momento tão especial e único? Clique aqui, e saiba agora mesmo como contratar a sua Doula.

Por Debora Criativando
Baixe nosso e-book

Cadastre-se e receba novidades

    Falar agora.
    Chamar no Whatsapp!
    Olá! Tudo bem?
    Está precisando de ajuda?