Blog Home Baby Assessoria

Confira matérias e dicas no nosso blog :)
Categorias
Gestante

Pesquisa Revela que pela Primeira Vez Filhos tem QI inferior aos Pais.

“Vou dar ao meu filho tudo o que eu não pude ter…” Esse é o nobre pensamento de muitas mamães e papais, mas ainda assim nos deparamos com uma pesquisa que revela como o QI de muitas crianças tem diminuído nos últimos anos.

Como isso acontece?

A vida está infinitamente melhor do que quando éramos crianças em muitos aspectos. Se eu for contar nos dedos tudo o que meu filho tem que eu não tive, haja mãos, pois vou precisar de mãos e dedos extras para contabilizar!

Como pode ser possível em meio a tamanho progresso haver uma diminuição na inteligência das crianças em relação aos seus pais?

Contudo, antes de continuarmos, saiba o que você vai ver nesse artigo:

  • O que é QI?
  • Cuidado com a Fábrica de…
  • O perigo das telas digitais para crianças e bebês
  • O que fazer para seu filho NÃO fazer parte desta ESTATÍSTICA
  • A Queda da Inteligência em diversos Países
  • Destruindo a mente das crianças
  • Você pode proteger seu Filho

Vamos por partes!

O que é QI?

O QI de uma pessoa é determinado por um valor obtido através de testes a fim de avaliar as capacidades cognitivas.

Portanto, por ser responsável em avaliar habilidades desde matemática básica, raciocínio ou lógica, por exemplo, a sigla QI significa Quociente de inteligência.

Em cada geração é escolhido indivíduos para realizar estes testes e há décadas os filhos sempre superam os seus pais, ou seja, a geração mais nova sempre foi mais inteligente que a anterior.

Mas isso talvez esteja prestes a mudar, infelizmente.

Cuidado com a Fábrica de…

O neurocientista Michel Desmurget é diretor de pesquisa do Instituto Nacional de Saúde da França. Sua obra “A fábrica de cretinos digitais” (disponível para leitura em Inglês, Francês e Espanhol) tem dado o que falar, acredite!

As pesquisas desenvolvidas por ele indicam que o uso excessivo de equipamentos digitais tem afetado o desenvolvimento neural de crianças e jovens. A obra é baseada em amplas pesquisas científicas e usa material de centros de pesquisa famosos como o Massachussetts Institute off Technology (MIT) e a Universidade da Califórnia, ambos nos Estados Unidos.

O perigo das telas digitais para crianças e bebês

O pesquisador escreve em diferentes obras sobre o efeito do uso de telas e do mundo digital no desenvolvimento cognitivo dos seres humanos. Trata-se de um efeito que tem sido estudado ao redor do mundo já por algum tempo, chamado Flynn Effect.

De modo simples, significa um platô no crescimento da inteligência ao redor do mundo relacionado com a cultura digital.

Afinal, o que significa esse platô no crescimento da inteligência? É semelhante à quando você vai até o final de um morro, o que vem após? Um terreno plano e logo depois a descida.

Portanto, é como se o nível de inteligência tivesse chegado ao seu auge, caminhando de maneira reta para depois começar a descer o infeliz vale da ignorância.

O cérebro pode ser “moldado” e é preciso ter cuidado com as atividades estimulantes que se permite às crianças acessarem, pois determinarão o desenvolvimento intelectual do jovem.

O que Fazer para seu Filho NÃO fazer parte desta ESTATÍSTICA?

Então, o que você pode fazer? O que eu posso fazer para meu filho NÃO fazer parte desta Estatísticas tenebrosa? É preciso ter atenção ao uso excessivo de equipamentos digitais em casa e nas escolas. No tempo livre das crianças, procure estimular para que elas busquem outras formas de distração. 

Para os pequenos de menos de três anos de idade, evite ao máximo o contato com as telas da tv, de computadores, celulares, tablets. Use livros e brinquedos coloridos, passeios em meio a natureza. Seja criativa. Acostume seu filho a curtir o mundo! Será maravilhoso para seu bebê curtir o mundo ao lado da mamãe.

O pesquisador e neurocientista francês apresenta uma previsão de que haverá um colapso do QI nas gerações futuras e uma queda nas habilidades de linguagem e na capacidade criativa das crianças.

Portanto, Sim, o seu filho precisa de você, infelizmente muitas vezes escolhemos o caminho mais fácil ao dar as famosas telas do celular, televisão, tablet… para suprir nossa ausência. Nossos filhos não precisam de tecnologia, ainda mais quando bebês, as crianças precisam de suas mamães presentes para ajudar no desenvolvimento cognitivo.

A Queda da Inteligência em diversos Países

Essa tese de que a inteligência está caindo é apoiada por pesquisas diversas realizadas no meio científico. O cérebro humano em desenvolvimento está constantemente construindo conexões neurais. O uso de mídias digitais desempenha um papel ativo neste processo.

A escola de medicina de Harvard publicou um texto que conta que é possível sim relacionar o uso das mídias digitais a diferenças no desenvolvimento do cérebro de crianças e jovens.

Esse texto traz uma entrevista com o pediatra Michael Rich, que é diretor do Centro de Mídia e Saúde da Criança no Boston Children’s Hospital e professor associado da universidade de Harvard. Ele explica que a tela dos aparelhos digitais fornece estímulos pobres para o desenvolvimento do cérebro quando comparada à realidade.

Destruindo a mente das crianças

Outro nome importante nos estudos sobre a temática é o pesquisador e psiquiatra alemão Manfred Spitzer. Em 2012, ele publicou um livro chamado “Digital Dementia: how we destroy the mind of our children” (disponível para leitura em espanhol, inglês e alemão).

O uso excessivo que jovens e crianças fazem quando ficam em frente aos videogames e a Internet não só diminui drasticamente o desenvolvimento intelectual, como também provoca vícios em jovens e crianças. O autor Spitzer lançou também “Cyber Sick”, de 2015, mostrando que as crianças dos EUA costumam passar mais tempo usando a mídia digital do que dormindo! Imagine só!

Você pode proteger seu Filho!

No mundo atual, pode ser muito difícil evitar o contato das crianças com as mídias digitais. Vale a pena atentar que os jovens e crianças precisam de um diversificado número de experiências.

Se desenvolver de modo saudável, inclui a possibilidade de que as crianças e bebês fiquem algum tempo sem fazer nada. É importante dar momentos de ócio para que haja o desenvolvimento da criatividade e da imaginação. Horas de sono regulares também são recomendadas.

Se você quer proteger seu bebê, ou até mesmo um filho mais jovem, pode desempenhar papel fundamental: Estimule para que as crianças brinquem ao ar livre, convivam com seus amigos, participem de viagens de estudos, vejam o mundo e a realidade como ela realmente é.

O hábito da leitura (em livros de papel e gibis), a criação de jogos com brinquedos educativos são recursos ótimos. Inclua também a ida regular a ambientes sociais, como escolas, atividades esportivas e culturais. Desde bem jovens, os bebês podem aprender a conviver com o mundo real.

Em um mundo tão corrido, usar aparelhos digitais para distrair as crianças pode parecer uma atividade tentadora. Porém, fica a dica dos especialistas: quanto menos tempo em frente às telas e mais tempo na realidade, melhor para a inteligência de seu filho!

Por Equipe Home Baby
Baixe nosso e-book

Cadastre-se e receba novidades

    Falar agora.
    Chamar no Whatsapp!
    Olá! Tudo bem?
    Está precisando de ajuda?